EuroTrip 2017 – Roteiro de 1 dia em Frankfurt

Esse será o primeiro de uma série de posts sobre a nossa viagem, que durou 2 semanas, seguindo a nossa tradição no blog. Foram cerca de 6 meses do já característico planejamento de roteiros por Alemanha, Áustria e Suíça.

Dessa vez fomos de Condor, por sinal a primeira vez que pegamos um voo direto para o nosso destino na Europa: Fortaleza->Frankfurt. Nas outras vezes fomos de TAP, onde sempre havia uma conexão em Lisboa.

Ficamos bem satisfeitos com a Condor no geral. O voo foi muito melhor do que a expectativa. Chegamos a ver relatos que falavam que o jantar era cobrado à parte mas isso não ocorreu. Foram ótimas refeições e ganhamos até uma garrafa de água mineral.

No dia 22/5 partimos. O voo se torna cansativo pois dura 9 horas e meia, decola às 18:40 e chega às 9:10 no horário da Alemanha (4:10 em Fortaleza). Ou seja, dormimos pouco. Ainda assim é bom não precisar pegar conexão.

O Aeroporto de Frankfurt é o 9° maior do mundo e o 3° maior da Europa. O controle de passaporte foi bem rígido, pediram muita documentação. Você tem direito a internet gratuita por 24 horas. Pra quem quiser tem até serviço de banho. Comemos sanduíches por €3,90.

Do aeroporto para o hotel

O metrô do aeroporto até o centro da cidade custa €4,80 o ticket. Dentro da cidade a tarifa básica é de €2,90 (dentro de cada região). Caso pretenda andar muito de metrô durante o dia vale a pena comprar o ticket diário por €7.

Ao esperar o metrô, a segurança nos impressionou: uma mochila deixada no chão fez chegar 2 policiais em poucos segundos até que uma mulher se identificou como a dona. Da estação do aeroporto até  a Hauptbahnhof (Estação Central de Trem), perto do nosso hotel, são apenas 3 paradas.

Ficamos hospedados no Hotel Bliss. A equipe foi muito bacana em nos deixar entrar às 13:00 (2 horas antes do horário de check-in) ainda mais que a gente estava com muito sono. Localizado próximo à Estação Central de Trem, foi providencial para o nosso roteiro. Além disso tem um ótimo WiFi e café da manhã.

Roteiro de 1 dia em Frankfurt

Frankfurt e a harmonia entre o antigo e o moderno
Frankfurt e a harmonia entre o antigo e o moderno

Comece pela rua Zeil, uma das principais ruas de compras com todas aquelas lojas famosas que a mulherada gosta: H&M, Mango, etc. Várias delas tem WiFi free o que serviu muito pra eu passar o tempo. Outra opção é esperar a esposa no bar. Recomendo o Weidenhof, ótimo bar localizado nessa rua.

Bar Weidenhof na rua Zeil
Bar Weidenhof na rua Zeil

Na Alemanha é importante provar as cervejas locais e no caso de Frankfurt você não pode sair sem provar o vinho de maçã.

Um bairro que você não pode deixar de conhecer é Römerberg, um dos mais simbólicos da cidade. Deixamos para conhecer no final da tarde. Não saia sem comer o pãozinho com linguiça de porco (não vai faltar opções de linguiça na Alemanha!) com uma salada de batata deliciosa. Tem ketchup, mostarda e outros molhos se quiser. Varia de €2,90 a €4,00.

Delícias de Frankfurt
Delícias de Frankfurt
Delícias de Frankfurt
Delícias de Frankfurt
Römerberg
Römerberg
Römerberg
Römerberg

Da série “Gol da Alemanha” – Internet móvel

Como a gente ia passar 6 dias na Alemanha, resolvemos comprar um sim card da Vodafone (€25). Vale comentar a experiência que tivemos.

Foi bem útil pra gente ganhar tempo traçando rotas tanto a pé como de carro, para traduzir alemão (que a gente não sabia nada 😁) e assim aprender um pouco da língua, pelo menos o mais básico.

Durante esses dias a internet funcionou em 4G por 95% do tempo. Em alguns locais era até 4G+ (nem sabia que esse existia). Tanto nas grandes cidades como nas menores que passamos. Quando caiu muito foi pro 3G. Acho que fiquei sem sinal só na hora em que entramos numa floresta pra conhecer, até porque acho que animais ainda não usam smartphones.

Conclusões sobre nosso primeiro dia na Alemanha

Uma das coisa mas bacanas de viajar é perder certos estereótipos que criamos sobre o comportamento de um povo.

Quando estávamos no metrô, um alemão viu que eu estava meio enrolado para pagar o ticket pois a nota de valor mais baixo que eu tinha era de €20 (a maquina só aceitava no máximo notas de €10). Ele se ofereceu pra trocar o dinheiro pra mim sem eu precisar nem pedir.

Logo mais à tarde vimos uma multidão muito animada numa festa na praça em Römerberg. Bastou isso pra eu perder a imagem que eu tinha do alemão de sisudo e formal.