Viagens – EuroTrip 2009

Nessa sessão do meu blog vou procurar compartilhar dicas de viagens que realizei, locais que conheci, coisas que aprendi, entre outros assuntos relacionados, e tentar selecionar algumas fotos e vídeos interessantes dos bons momentos que passei nesses locais.

Acredito que a melhor forma de começar essa sessão seria falando da maior viagem que fiz em toda a minha vida: a EuroTrip 2009 by Marconas Turismo. Mais do que isso, foi a realização de um sonho que sempre tive de um dia conhecer a Europa ou de quem sabe até morar por um tempo lá. Já tinha feito algumas viagens legais antes dela, mas acho que foi somente após essa viagem que eu realmente me dei conta do quanto é bom viajar, conhecer novos locais, novas culturas, que eu pude ter a real dimensão de como viagens são capazes de mudar a nossa percepção da vida, das coisas, do mundo, enfim. E desde então, a minha vontade de conhecer novos locais mundo afora só aumenta.

“Viajar é sempre algo pessoal. Duas pessoas jamais saem da mesma experiência levando as mesmas memórias.”

Uma das motivações para criar uma sessão de viagens no meu site foi a inspiração que peguei do excelente blog do colega de trabalho Ronaldo Giusti, que além dos posts das viagens, conta com fotos incríveis. Recomendo uma visita.

“Algumas pessoas viajam para olhar. Outras para ver.”

Escrevo também no sentido de mostrar como é possível fazer uma viagem até mesmo internacional, sem gastar os tubos e se divertir bastante. Não precisa ser rico, basta se organizar direitinho, ir com as informações corretas, e claro, dependendo da situação financeira de cada um, organizar seus gastos pra poder investir no seu projeto de viagem. O prazer proporcionado pelas experiências vividas numa viagem sempre compensa o valor investido. Se você for acompanhado de amigos, namorada, noiva, esposa, parentes, etc. a satisfação de compartilhar esses momentos com pessoas especiais torna uma viagem algo ainda mais inesquecível.

A EuroTrip 2009

“Não existem viagens ruins, só boas histórias contadas na volta”

Pra quem não sabe, Marconas é um grande amigo meu que planejou essa viagem por mais de 1 ano, com todo o profissionalismo possível, comparável às grandes operadoras de turismo. O bom desse tipo de viagem é que você não fica preso aos roteiros de uma operadora, tendo mais liberdade pra fazer o seu roteiro e por um preço bem mais em conta. O lado ruim é que é bem mais trabalhoso e exige muito mais atenção aos detalhes para não dar nenhum vacilo, pois tudo está por sua conta. No nosso caso, acredito que praticamente tudo o que foi planejado foi conseguido. Graças a Deus correu tudo bem.

“Daqui a 20 anos, você tenderá a ficar mais decepcionado com as coisas que deixou de fazer do que com as coisas que fez. Portanto, lance fora as amarras. Navegue para longe do porto seguro. Deixe que o vento sopre suas velas. Explore. Sonhe. Descubra.”

Desde o início da viagem sempre tive a idéia de compartilhar tudo o que vivenciamos em um blog, em redes sociais, etc. Mas na época, os únicos recursos tecnológicos que eu dispunha eram um celular “Shing-ling” e uma filmadora HandyCam Sony que peguei emprestado da minha mãe. Sem um netbook, smartphone, twitter, etc. a única coisa que eu tinha pra registrar os momentos era a boa e velha caderneta:

A caderneta
A caderneta trabalhando em Paris…

Depois de mais de 3 anos, é muito difícil lembrar e contar tudo que a gente passou pra todos os amigos, e como até hoje essa caderneta está guardada, agora a minha missão vai ser tentar entender o que eu escrevi e passar tudo aqui para o blog, algo que já vinha planejando desde a época que fiz a viagem. Espero que não demore tanto quanto o tempo que levei pra inciar esse projeto 🙂 De certa forma, eu até devo isso ao Marconas e ao Mariano, que foram as pessoas que realmente pesquisaram passagens, hospedagens e fizeram praticamente todo o trabalho de planejamento da EuroTrip, algo que talvez eu nunca imaginasse que seria capaz de fazer à epoca. Vai servir como ajuda pra quem também planeja ir pra lá e também será muito bom poder relembrar aqueles momentos ao escrever esses posts.

“Motoristas compulsivos são capazes de acelerar pelas estradas sem registrar uma única coisa observada no caminho. Mas podemos dar uma volta no quarteirão onde moramos e voltar para casa com uma caixa de leite e muitas histórias pra contar.”

Foram ao todo 10 países em que pisamos: Portugal, França, Inglaterra, Irlanda, Espanha, Itália, Croácia, República Tcheca, Alemanha, Eslovênia (esse eu nem lembrava, o Marconas que me lembrou um dia desses, chegamos a atravessá-la). Em alguns só de passagem, em outros passamos mais tempo. Teve de tudo nessa viagem e isso que faz ela tão legal. Todo tipo de hospedagem e de translado, momentos de deslumbramento total com pontos turísticos, monumentos e paisagens; momentos de cansaço e sofrimento extreme dignos de mochileiros de primeira viagem, de muita caminhada e trajetos intermináveis; momentos de liseira, de passar fome; momentos de fartura e boa comida e bebida, momentos de tirar onda de barão… 🙂

Tentarei agrupar em vários posts os vários momentos da viagem. Seguiremos a ordem do roteiro abaixo.

Esse foi o nosso roteiro:

1º dia [06/05]: Vôo Fortaleza-Lisboa-Paris

2º, 3º e 4º dia [07, 08 e 09/05]: Paris

5º dia [10/05]: Vôo Paris-Londres / Londres / Vôo Londres-Dublin

6º dia [11/05]: Dublin

7° dia [12/05]: Vôo Dublin-Barcelona / Barcelona

8° e 9° dia [13 a 14/05]: Barcelona

10° dia [15/05]: Vôo Barcelona-Ibiza / Ibiza

11° dia [16/05]: Ibiza

12° dia [17/05]: Vôo Ibiza-Milão / Vôo Milão-Roma

13° e 14° dia [18 a 19/05]: Roma

15° dia [20/05]: Roma-Ancona (De carro)/ Ancona-Split (De navio)

16 ° dia [21/05]: Spit-Hvar (De barco) / Hvar

17° dia [22/05]: Hvar

18° dia [23/05]: Hvar-Split (De barco) / Split-Trieste (De ônibus)

19° dia [24/05]: Trieste-Milão (De carro) / No caminho, Veneza / Vôo Milão-Praga

20° a 22° dia [25 a 27/05]: Praga

23° dia [28/05]: Praga-Munique (De trem)

24° dia [29/05]: Munique-Nuremberg (De Porsche) / Nuremberg-Frankfurt (De carro)

trieste-ancona
Final de tarde na saída de Ancona para Split

As frases em itálico presentes nesse texto são do livro ‘1000 lugares para conhecer antes de morrer’. O livro é interessante, essas frases estão todas no prefácio, algumas delas são de Mark Twain, famoso escritor norte-americano. Essas frases retratam bem o espírito que devemos ter ao realizar uma viagem. Imergir completamente para melhor aproveitar todos os momentos.