EuroTrip 2017 – Roteiro de 2 dias em Rothenburg – Pitstop em Wurzburg e Dinkelsbuhl

Rothenburg - Plönlein
Rothenburg – Plönlein

Pensando nos vários dias em que a gente ficaria na Alemanha, alugamos um carro para aproveitar a AutoBahn, a rede de rodovias alemãs que é uma atração turística à parte principalmente se você gosta de dirigir (e correr com segurança). Uma malha rodoviária em perfeitas condições e maior do que a do Brasil, mesmo com um país 24x menor. Compreensível se você está na terra da BMW, Audi e Mercedes…

Acordamos cedo (dia 23/5) para pegar nosso carro prévia e estrategicamente alugado na estação de trem a poucos metros de caminhada do nosso hotel, citado no post anterior. Mais uma vez nos deixaram um Skoda, desta vez um Rapide, considerado equivalente ao Golf que eu havia reservado. Carro muito espaçoso mas menos potente.

Tirando o máximo do Skoda na AutoBahn :D
Tirando o máximo do Skoda na AutoBahn 😀

Nosso trajeto:

Antes de sair fizemos algumas compras na estação. Na Alemanha dá pra comprar água mineral na faixa de €2.  A Lívia achou caro os cosméticos. Mais de €20 creme de mão e protetor de rosto.

1) Pitstop em Wurzburg

Wurzburg fica a 127km de Frankfurt. Em 1h e 20min você chega de carro. É considerada uma cidade universitária.

Assim que chegamos na cidade, curtimos uma feirinha com muitos produtos locais, frutas e flores. Não deixe de conhecer a ponte Alte Mainbrücke e tomar um aperol (se estiver nessa época de primavera-verão) no Alte Mainmühle,  ótimo bar/restaurante para aproveitar esse local.

Alte Mainbrücke, Wurzburg
Alte Mainbrücke, Wurzburg
Aperol na Alte Mainbrücke, Wurzburg
Aperol na Alte Mainbrücke, Wurzburg
Alte Mainmühle: Ótimo bar-restaurante
Alte Mainmühle: Ótimo bar-restaurante

Dica: Se você sabe muito pouco de alemão, a primeira coisa a aprender para entrar no banheiro certo: Damen (mulher) | Herren (homem) 😀

Para almoçar recomendamos o Schönborn. Um Café-Restaurante-Bar muito próximo à praça do Mercado. Comida boa e barata e ótimo ambiente. Comemos um espaguete de salmão delicioso, €9,80 o prato individual.

Termine a operação passando pela Würzburg Residenz para bater umas fotos. É um castelo barroco tombado pela UNESCO.

2) Rothenburg (também chamada Rothenburg ob der Tauber)

1º dia

De Würzburg até Rothenburg são apenas mais 60km (percorridos em 40min). Chegamos às 18:00 no Hotel Hornburg. Um ótimo hotel próximo à muralha com uma atmosfera retrô e boa estrutura. Café da manhã excelente, quarto amplo e confortável, ótimo banheiro, estacionamento logo à frente (€5-24h).

Consideramos imprescindível passar pelo menos 2 noites aqui. É uma bela cidade medieval, que mescla muito bem o antigo com o novo. Você vai ter essa sensação ao ver aquelas muralhas, torres e fossos de castelos antigos, ao mesmo tempo que vê belas casas.

Vista da muralha da cidade antiga - Rothenburg
Vista da muralha da cidade antiga – Rothenburg

Dica: Aqui você já pode aproveitar essa que é a terra das boas cervejas. Dá pra comprar ótimas cervejas nos mercados que aqui no Brasil são caríssimas por valores de €2 a €5. É incrível comprar cerveja Paulaner num mercadinho por apenas €1,50, algo que compramos por uns R$20 aqui. Além disso,  há ótimos vinhos nessa região de Tauber.

Jantar no Ratsstube  é uma ótima pedida. Seguindo uma sugestão de uma japonesa que estava do nosso lado pedimos: carne de cervo com bolo de batata e cogumelos (€16,50). Complemente com uma taça vinho (€4,50) ou uma cerveja Dunkel (€2.50).

2º dia

Comece o dia comprando souvenirs (Alemanha é cara, mas a Suiça é ainda mais…), e geleias nas varias lojas. Vale a pena conhecer a bela St-Jakobs-Kirche (Igreja de Santiago) e depois seguir em frente para conhecer o Burggarten (jardim do castelo), onde há vários músicos se apresentando tocando clássicos, e uma bela vista da região.

Burggarten
Burggarten

É uma linda cidade. Muito bacana passear pelas ruas e becos e sentir essa atmosfera de tranquilidade que a cidade nos passa, por várias casas enfeitadas com muitas flores, muralhas, inclusive até com lojas de espadas (vimos até uma do Jon Snow, de Game of Thrones)

Rothenburg - Combinação do antigo com o novo
Rothenburg – Combinação do antigo com o novo
Rothenburg - espadas e armaduras
Rothenburg – espadas e armaduras

Almoce no Hotel Roter Hahn, na Obere Schmiedgasse. Cervejas variadas (sugiro a Tucher) ou um bom vinho (na faixa de €4 a taça). Peça joelho de porco com batatas e linguiça com salada de batata (cada prato sái por €9,50).

Hotel Roter Hahn,
Hotel Roter Hahn,

Deliramos (a Lívia principalmente) na Loja da Lindt. Opções para todos os gostos e preços. Dá pra comprar muita coisa, lembranças para os amigos, encher uma sacola sem gastar tanto com menos de €20.

Lindt
Lindt e você, tudo a ver 😀

Por fim, passe na loja de produtos natalinos (que funciona o ano todo) Käthe Wohlfahrt. Lá é um ótimo local pra comprar lembranças. A Lívia pegou guardanapos (€4), colheres (€5), etc.

Käthe Wohlfahrt
Käthe Wohlfahrt – Loja de produtos natalinos

3) Pitstop em Dinkelsbühl

Após 2 noites em Rothenburg, começamos pela manhã a nossa viagem até Munique. Fizemos uma paradinha em Dinkelsbühl, que fica a apenas 50km (cerca de 35 min) de Rothenburg.

Uma cidade medieval também. Há um estacionamento muito barato logo na entrada da cidade antiga. O carro ficou das 13 às 16 e pagamos apenas €1,50 a hora, o que deu um total de €4,50.

Dinkelsbühl
Dinkelsbühl

Em pouco tempo dá pra fazer uma voltinha pela cidade. Passe na Igreja de St George, que tem um estilo gótico e um belo órgão. Vale a pena conferir.

Para almoçar recomendamos o Meiser’s. Ótimo restaurante e atendimento. Um pouco mais caro do que esperávamos mas valeu a pena. Fica situado no mercado dos vinhos, principal região da cidade. Recomendamos: Tagliatelle ao alho e óleo com frutos do mar e filé de salmão norueguês (molho de ervas, batatas, espinafre). Cada prato na faixa de €17.

Meiser's
Meiser’s

Na Alemanha não deixei de comer pretzels (pão amanteigado na faixa de €2) e schnitzel (cerca de €6). Vimos umas tal de snowballs, mas é açucar puro. Não gostamos.

Impressões:

Em Würzburg em especial, vimos muitos estudantes que não pareciam ver problema em começar com um emprego que pague menos, como atendimento em bares, limpeza em hospedarias, etc. Assim como já li que é assim no Japão (que sou louco pra conhecer) também. Há um sentimento de valorização e atenção ao trabalho independente de qual seja. Penso que esse é um dos diferenciais que torna essas nações tão desenvolvidas.

Nos chamou muito atenção a disposição dos idosos. Alguns tem andador com rodas, outros com cadeiras motorizadas. Parecem fazer questão de parecer mais ativos e não depender de ajuda. Claro que isso só é possível devido a condição de vida que o país proporciona.

Flores na região de Rothenburg
Flores na região de Rothenburg

Uma resposta para “EuroTrip 2017 – Roteiro de 2 dias em Rothenburg – Pitstop em Wurzburg e Dinkelsbuhl”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *