EuroTrip 2017 – Roteiro de 1 dia em Innsbruck e chegada na Suiça

Margens do Rio Inn
Margens do Rio Inn

1º dia – De Munique a Innsbruck – 28/05

Dando sequência ao último post, seguimos nossa viagem saindo de Munique para Innsbruck de trem (€41 cada passagem).  Saímos às 11:34 e chegamos às 13:18.

Você entra na Áustria por Kufstein. Mesmo cruzando a fronteira não houve conferência de passaporte.

No dia seguinte a gente já iria para Suíça, por isso passamos só 1 dia em Innsbruck. Foi pouco tempo, mas queria muito dar uma passada na Áustria. Dá pra aproveitar bem ainda assim com as dicas que daremos.

Ficamos hospedados no Pension Stoi.  A diária saiu por €80 (13% de ISS incluso) após o desconto de €7 (por iniciativa deles) pois nosso quarto não tinha banheiro privativo do jeito que havia sido reservado, o que confesso que nem lembrava. Recomendamos pelo espaço, preço justo e localização.

DICA: Nessa região da Europa, há ótimos supermercados. Um deles é o SPAR. Pra ganhar tempo, pegamos um lanche à base de sanduíche natural (€ 1,99), waffel (€ 0,99), suco de garrafa 0,5 ml (€ 1,09). O chocolate Milka custa € 1,19, mais barato que na Alemanha.

A partir daqui a gente já não tinha mais um chip de celular local, pois compramos só na Alemanha. Mas em Innsbruck, não sentimos necessidade pois havia muitos Wi-Fi gratuitos por onde passamos.

Roteiro de 1 dia em Innsbruck

Comece com um passeio pela montanha Nordketten. Há várias em Innsbruck, mas esta parece ser a mais bacana, pelas dicas que pegamos, principalmente a desse post do site Vícios de Viagem.

Você faz a subida até a montanha pegando um teleférico no centro da cidade, na estação do Congresso. Dá pra ir do hotel até lá a pé, andamos cerca de 1,2 km. Você compra o ingresso na própria estação: até o topo é mais caro do que esperava ( €33 c/ 10% de imposto incluso). Dá pra ver como a população local aprecia esse passeio. Vimos muitos chegando pra fazer vários esportes ou mesmo passear com o seu animal de estimação.

Innsbruck - Estação do Congresso
Innsbruck – Estação do Congresso

Você faz uma parada em Hungerburg e já dá pra ter uma vista legal, mas a primeira parada com uma bela vista panorâmica fica em Seegrube (1905 m). Lá tem um restaurante também, além de ótima infraestrutura. Foi bem especial pra gente pois foi a nossa primeira experiência com neve.

Vista de Seegrube
Vista de Seegrube
Restaurante em Seegrube
Restaurante em Seegrube

Creio que por essa empolgação com a neve a gente demorou mais do que devia na estação, por isso perdemos por 2 minutos o último horário para o topo Hafelekar (2256 m), às 16:45. Não deixamos isso estragar o nosso passeio mas fica a DICA: sempre procure saber dos horários antes 😉.

Curtindo a neve em Nordketten
Curtindo a neve em Nordketten
Curtindo a neve em Nordketten
Curtindo a neve em Nordketten

Foi a partir da Áustria que começamos a ficar impressionados com a quantidade de turistas indianos. E como sempre vimos nas outras viagens, muitos japoneses também. Acho que os indianos chegaram para disputar com o Japão o domínio do turismo global rs…

Depois de conhecer a Montanha Nordketten, passe pela Maria-Theresien-Strasse e depois aproveite o final da tarde no famoso Goldenes Dachl  (Telhado de Ouro), no centro da cidade antiga. É composto por 2657 telhas de cobre douradas. Lá dá pra comprar bolsinhas e ímãs de lembrança por €4.

Centro da cidade, na Maria-Theresien-Strasse
Centro da cidade, na Maria-Theresien-Strasse
Centro da cidade
Centro da cidade
Goldenes Dachl
Goldenes Dachl

DICA: Recomendamos o Weinhaus Happ, pois fica de frente para o Goldenes Dachl e é bem movimentado. Tome uma Hirter (cerveja austríaca) (€3,60 a 0,5l) ou um aperol (€3,90). Para comer um Grillteller “Maison”, um prato muito bem servido de carnes e legumes (€17,50).

Pra encerrar o passeio vá às margens do Rio Inn. Daí o nome Innsbruck (ponte do rio Inn). Há várias lojas nessa região, quiosques e barracas às margens do rio, além da vista das casas que é muito bonita.

Margens do Rio Inn
Margens do Rio Inn

Nessa região da Europa Central, é comum ver quiosques estilo food-truck vendendo salsichas. Gostamos muito da salsicha Frankfurter.

2º dia – Innsbruck-Zurique-Interlaken de trem – 29/05

Madrugando pra pegar o trem em Innsbruck
Madrugando pra pegar o trem em Innsbruck

Acordamos muito cedo para pegar o trem às 5:51 de Innsbruck chegando às 11:03 em Zurique (€39 cada passagem). Em viagens mais longas como essa sempre dá pra comprar um lanche no trem.

Na passagem da Áustria para Suíça houve 2 conferências de passaporte:  uma na divisa em Sankt Margrethen, comuna de São Galo (St Gallen), e outra mais na frente. Você já vai começando a ver a beleza das casinhas suíças.

Nesse trem ficamos numa cabine, e como só tinha nós dois, havia espaço de sobra pras malas e até pra se estirar e tirar um bom cochilo. Tivemos sorte pois ainda pegamos conexão, portanto precisávamos de rapidez para descer de um trem e entrar no outro em poucos minutos. Das vezes que isso ocorreu os terminais eram próximos. Alguns trens permitem o check-in de malas.

A Estação de Zurique é enorme. Aqui na Suíça você já pode beber sem medo água potável das fontes. Fria e gostosa. Ande sempre com uma garrafinha.

Estação de Trem de Zurique
Estação de Trem de Zurique
Na Suíça você já pode beber sem medo a água das fontes
Na Suíça você já pode beber sem medo a água das fontes

DICA DA LÍVIA: Ao chegar na estação de Zurique, iniciamos nossa experiência com a moeda suiça. A Lívia comprou algumas roupas na Veromoda : 4 peças por 100 francos (CHF), segundo ela um ótimo custo-benefício. Comprei também uma mala por 40 CHF, que a gente estava precisando.

As máquinas de cartões são interessantes nessa região. Já percebi na estação que algumas mostram a mensagem na sua língua e o equivalente na moeda local. Vi isso em alguns caixas eletrônicos também.

A quantidade de línguas faladas na Suíça é intrigante. São 4 idiomas oficiais: alemão, italiano, francês e romanche. A liberdade de uso e escolha de idioma é garantida pela constituição.  Não tivemos problemas para se comunicar em inglês (mais um idioma que devem aprender desde cedo), mas imagina como deve ser confuso um papo entre suíços… rs

Se prepare pra usar “banheiros de shopping” na Suíça, mas alguns cobrando aquele precinho “simbólico” de 1 a 1,50 CHF, como na estação de trem, por exemplo. Sempre há muitas lojas e farmácias próximo às entradas das estações. Se precisar de algo basta observar isso.

No planejamento inicial, chegamos a cogitar ficar 3 noites na Suiça e 2 em Colmar ou Estrasburgo (França), mas vimos que ia ficar muito corrido e que precisávamos de 5 dias pra conhecer melhor a Suiça. Foi uma sábia decisão. Estabelecemos nossa base em Interlaken.

DICA: Não deixe de comprar um Swiss Pass. Comprando pelo site você já imprime e nem precisa validar na estação. Durante os dias que for usar basta mostrar o passe e o passaporte. Tudo muito simples. Compramos um de 4 dias, que saiu por 259 CHF cada. Depois é só olhar os horários, escolher pra onde quer ir e entrar no trem.

Já estreamos nosso Swiss Pass pegando o trem para Interlaken. De Zurique saímos às 14:02 e chegamos em Berna às 14:58, onde tivemos poucos minutos para pegar a conexão às 15:04 e chegar 15:57 em Interlaken. Você irá ver belas paisagens neste último trecho, principalmente entre Thun e Spiez.

Sempre que entrar nos trens esteja com sua passagem impressa ou no smartphone. Um fiscal aparece pra fazer a conferência pelo código de barras. O procedimento é exatamente o mesmo com o Swiss Pass.

DICA: para os trens: perceba que há a 1a e 2a classe. A 1a é vermelha. Depois de alguns minutos percebi que a gente estava no canto errado, mas perguntei ao fiscal e ele foi bem gentil e mostrou o caminho para o nosso lugar:  a 2a classe que é azul.

Incrivelmente pegamos muito calor ao chegar na Suíça. Chegamos suados no hotel e fomos direto pro ventilador. O mais louco dessa viagem foi que fizemos toda uma preparação com roupas de frio para conhecer montanhas, mas acabamos pegando nesse dia um clima de verão rs…

Em Interlaken, ficamos hospedados no Hotel Tell. Foi mais caro do que esperava (391,50 CHF por 3 diárias c/ impostos inclusos), mas foi porque reservamos muito em cima da hora. Ótimo hotel, café da manhã bem variado e ainda tem um Irish Pub muito animado: The Tree Tells. Perfeito se quiser um local pra curtir a night de leve.

Tiramos a noite que chegamos para curtir esse pub, ótimas cervejas e deliciosos tiragostos, tem festa quase todo dia. Não deixe de tomar um chopp Hoegaarden 500ml por 6,80CHF, no meu TOP 5 das melhores cervejas. A Feldschlösschen (cerveja suíça) já tem um preço mais em conta: 4,80 CHF.

Interlaken - No Irish Pub do Hotel Tell
Interlaken – No Irish Pub do Hotel Tell

No post seguinte vamos falar do que conhecemos durante esses dias na Suiça.

Uma resposta para “EuroTrip 2017 – Roteiro de 1 dia em Innsbruck e chegada na Suiça”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *